O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

Quinto Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão – Ano A - DOMINGO DO SAL E DA LUZ!

09/02/2020

5º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão – Ano A

DOMINGO DO SAL E DA LUZ!

 

Is 58,7-10; Sl 112(111); I Cor 2,1-5;

 

Mt 5,13-16

Continuamos a escutar o Sermão da Montanha. E o Evangelho das Bem-Aventuranças tem aqui o seu desfecho: “Vocês são o sal da terra... a luz do mundo”.

 

“Sal”, na cultura semita, tinha a ver, entre outras virtudes, com “fertilidade”, e fazia parte do ritual de consagração, jogado sobre qualquer oferta, como sinal da Aliança com Deus. 

 

“Luz”, no simbolismo religioso do povo de Israel, tinha tudo a ver com os novos tempos, a chegada do Messias, ele próprio, “Luz das Nações”.

 

Só quem vive no espírito das Bem-Aventuranças tem a força consagradora e fertilizante do SAL...

 

Só quem vive no espírito das Bem-Aventuranças tem a força inspiradora e radiante da LUZ.

 

Só assim, serviremos para alguma coisa, do ponto de vista do Reino.

 

Só assim daremos glória ao Pai do Céu e poderemos cantá-la com autenticidade.

 

para conversar no “encontro de irmãos e irmãs”: 1) Como estamos vendo a situação do nosso país, a começar por aqui onde moramos?...

2) No meio dessa conjuntura, será que temos alguma responsabilidade, alguma missão, como cristãos e cristãs?...

3) E como estamos dando conta dessa responsabilidade, dessa missão?... Estamos sendo SAL e LUZ?... Estamos precisando de melhorar, de mudar alguma coisa nosso jeito de sermos cristãos e cristãs?... (R. Veloso)

 

 

(1) Abertura: TODA A TERRA TE ADORE Sl 66,4+ Sl 95,1-6 (HIN III-A, p. 117)

 

toda a terra te adore,

ó senhor do universo,

os louvores do teu nome

cante o povo em seus versos!

 

1.A Natureza tão bela,

   Que é louvor, que é serviço,

   O sol que ilumina as trevas

   Transformando-as em luz...

   O dia que nos traz o pão

   E a noite que nos dá repouso...

   Ofertemos ao Senhor

   O louvor da Criação!

 

2.Nossa vida todo inteira

   Ofertamos ao Senhor,

   Como prova de amizade,

   Como prova de amor...

   Com o vinho, com o pão,

   Ofertemos ao Senhor

   Nossa vida todo inteira,

   O louvor da Criação!

 

(5) Comunhão: ÉS, JESUS, O CORDEIRO (HIN III-A, p. 120)

nós queremos ser luz para o mundo,

para a terra queremos ser sal,

ó senhor, que vençamos as trevas,

e o mundo livremos do mal!

 

1.Bendito, o Deus de Israel,

   Que a seu povo visitou

   E deu-nos libertação,

   Enviando um Salvador,

   Da casa do rei Davi,

   Seu ungido servidor.

 

2.Cumpriu a voz dos profetas,

   Desde os tempos mais antigos,

   Quis libertar o seu povo

   Do poder dos inimigos,

   Lembrando-se da Aliança

   De Abraão e dos antigos.

 

3.Fez a seu povo a promessa

   De viver na liberdade,

   Sem medos e sem pavores

   Dos que agem com maldade

   E sempre a ele servir

   Na justiça e santidade.

 

4.Menino, serás profeta

   Do Altíssimo Senhor,

   Pra ir à frente aplainando

   Os caminhos do Senhor,

   Anunciando o perdão

   A um povo pecador.

 

5.É ele o Sol Oriente

   Que nos veio visitar,

   Da morte da escuridão,

   Vem a todos libertar...

   A nós. seu povo reunido,

   Para a paz faz caminhar.

 

 

6.Ao nosso Pai demos glória

   E a Jesus louvor, também,

1.Venham todos/as com alegria

   Aclamar nosso Senhor,

   Caminhando a seu encontro,

   Proclamando seu louvor:

   Ele é o Rei dos Reis

   E dos deuses o maior!

 

2.Tudo é dele: abismos montes,

   Mar e terra ele formou;

   De joelhos, adoremos

   Este Deus que nos criou,

   Pois nós somos seu rebanho

   E ele é nosso Pastor!

 

3.Ninguém feche o coração,

   Escutemos sua voz,

   Não sejamos tão ingratos,

   Tal e qual nossos avós...

   Mereçamos o que ele

   Tem guardado para nós!

 

4.Glória ao Pai que nos acolhe

   E a seu Filho, Salvador;

   Igualmente demos glória

   Ao Espírito de Amor,

   Hoje sempre, eternamente,

   Cantaremos seu louvor!

 

(2) Salmo de resposta: Sl 112 Uma luz brilha

                          (HIN III-A, p.118)

uma luz brilha nas trevas para o justo,

permanece para sempre o bem que fez!

 

1.Feliz o homem caridoso e prestativo,

que resolve seus negócios com justiça...

Ele é correto, generoso e compassivo,

como luz brilha nas trevas para os justos!

 

2.Porque jamais vacilará o homem justo,

sua lembrança permanece eternamente...

Ele não teme receber notícias más:

confiando em Deus, seu coração está seguro!

 

3.Seu coração está tranquilo e nada reme,

ele reparte com os pobres os seus bens...

permanece para sempre o bem que fez,

e crescerão a sua glória e seu poder!

 

(3) Aclamação ao Evangelho: ALELUIA

     + Jo 8,12 (HIN III-A, p. 119)

 

aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!

Pois eu sou a Luz do mundo,

Quem nos diz é o Senhor,

/:E vai ter a Luz da Vida

Quem se fez meu seguidor!*:/

 

 

(4) Ofertório: DE MÃOS ESTENDIDAS

           (HIN III-A, p. 119)

de mãos estendidas, ofertamos

o que de graça recebemos!

 

   Louvor e glória, igualmente,

   Ao Espírito que vem...

   Que nosso louvor se estenda

   Hoje, agora e sempre. Amém!

_____________________________________

 

QUARESMA À VISTA!

É tempo de Campanha da Fraternidade!

 

2020: FRATERNIDADE E VIDA: DOM E COMPROMISSO

 

“Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”

(Lc 10,33-34)

 

Objetivo geral: Conscientizar, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da Vida como Dom e Compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, nossa Casa Comum.

Objetivos específicos:

- Apresentar o sentido da Vida proposto por Jesus nos Evangelhos;

- Propor a compaixão, a ternura e o cuidado como exigências fundamentais da Vida para relações sociais mais humanas;

- Fortalecer a cultura do encontro, da fraternidade, e a revolução do cuidado como caminho de superação da indiferença e da violência;

- Promover e defender a Vida, desde a fecundação até o seu fim natural, rumo à plenitude;

- Despertar as famílias para a beleza do amor que gera continuamente Vida nova;

- Preparar os cristãos e cristãs, e as comunidades para anunciar, com o testemunho e as ações de mútuo cuidado, a Vida plena do Reino de Deus;

- Criar espaços nas comunidades para que, pelo Batismo, pela Crisma e pela Eucaristia, todas as pessoas percebam, na fraternidade, a Vida como Dom e Compromisso;

- Despertar os/as jovens para o dom e a beleza da Vida, motivando-lhes o engajamento em ações de cuidado mútuo, especialmente de outros e outras jovens em situação de sofrimento e desesperança;

- Valorizar, divulgar e fortalecer as inúmeras inciativas já existentes em favor da Vida;

- Cuidar do planeta, nossa Casa Comum, comprometendo-se com a Ecologia Integral.

 

Vamos logo nos organizando e programando para nossos encontros semanais de reflexão sobre tudo isso... Vamos ver o que mais é preciso e está a nosso alcance fazer. Vamos cair em campo. Só assim, haverá Vida Nova, Ressurreição! Só assim e poderemos cantar, honestamente, o ALELUIA da PÁSCOA!

Reginaldo Veloso

DOWNLOAD DO ARQUIVO →